img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
€ 0.410680554126 -4.88%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
€ 3.506,24 1.12%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
€ 0.107404073568 -4.95%
img:XRP
XRP - XRP
€ 2,25 -3.9%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
€ 0.930875831997 0.2%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
€ 0.428268891093 -4.1%
img:Cardano
Cardano - ADA
€ 1,14 -2.68%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
€ 163,42 -1.26%
img:Solana
Solana - SOL
€ 62.794,34 -2.39%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
€ 0.480214529295 -1.8%
img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
€ 0.410680554126 -4.88%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
€ 3.506,24 1.12%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
€ 0.107404073568 -4.95%
img:XRP
XRP - XRP
€ 2,25 -3.9%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
€ 0.930875831997 0.2%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
€ 0.428268891093 -4.1%
img:Cardano
Cardano - ADA
€ 1,14 -2.68%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
€ 163,42 -1.26%
img:Solana
Solana - SOL
€ 62.794,34 -2.39%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
€ 0.480214529295 -1.8%
Henrique Agostinho
Henrique Agostinho
a- A+

É sabido que Bitcoin é dinheiro, inconfiscável, garantido por matemática, independente da honestidade dos políticos, fácil de transportar, infalsificável e barato. Mas para que serve? Quem é que precisa de Bitcoin? Vamos lá: 

Os oligarcas, são um um grupo de pessoas que precisam de Bitcoin, é fácil de entender porquê e podemos começar por aí. Imagine-se que é uma dessas pessoas, bilionário, com ligações a governos poderosos, hábitos caros e uma tendência para atrair inveja. O típico empresário do petróleo russo, ou grande amigo de políticos.

É sabido que estas pessoas, podem cair de uma janela a qualquer momento. Ou verem-se na obrigação de emprestar mais fotocópias aos amigos poderosos do que o quanto conseguem extrair dos seus negócios altamente bem geridos. Essa mudança de sorte pode acontecer rapidamente, um dia estão calmamente a contemplar o quadro expressionista que compraram para a parede, eis que quando do nada, se aproxima uma janela a correr contra eles para os derrubar.

O que fazer face a uma janela tão agressiva? Certamente que pegar numa ou duas toneladas de ouro e correr para o aeroporto não é uma boa ideia. Só ter de passar o metal pelo raio-X é capaz de chamar à atenção da janela. A outra opção, ligar para o banco, também não vai dar, porque os bancos não têm dinheiro, já o gastaram todo. Então o que fazer? 

Claro que para os casos dessas pessoas, a solução é mesmo o Bitcoin e todo o oligarca minimamente competente já está carregado, até às orelhas, da moeda. O que é até um exagero, pois o Bitcoin não pesa nada, basta ter 12 palavras memorizadas e já não há janela ou ex-amigo no governo que o possa confiscar.

Convém também reconhecer que entre essas duas ameaças, a tal janela que o quer derrubar ou um político que não gosta de si, o segundo caso é muito mais comum. O que não falta aí no mundo é gente que tem governos que os odeiam. O que nos leva ao segundo grupo de pessoas.

Quem tem um mau governo também precisa de Bitcoin. Não precisa de ser bilionário, nem sequer precisa de ser rico. Basta ser apenas remediado, que talvez precise mais ainda do Bitcoin. Imaginemos uma pessoa que vive num país desses com governos totalmente abusadores e desavergonhados. A Nigéria, Venezuela, Argentina, Portugal, etc. Esses lugares assim ermos, onde os funcionários são insaciáveis e querem meter a mão em tudo o que lhes cheire a dinheiro, desde o mais pequeno Alojamento Local, até ao preço da gasolina. 

Se o seu governo se acha no direito de lhe entrar em casa. De cobrar metade do que as pessoas ganham no salário. De gastar mais do que recolhe em impostos. De salvar os bancos. De fazer aeroportos no meio de nada. De nomear a mulher do outro ministro para um tacho em empresas públicas arruinadas e o que mais. É mau sinal. Quem tem um governo assim precisa de Bitcoin.

Isto é porque em todas as outras formas de poupança alternativas, o pessoal do governo vai conseguir meter a mão. Vai taxar, vai regular, vai expropriar, vai proibir e, pior que tudo, vai endividar o Estado até ficar impossível trabalhar. Portanto, é bastante claro que, quem tem um mau governo, daqueles que se endivida, não pode ter toda a sua poupança ao alcance da dívida pública.

O que nos leva ao grupo final de pessoas que precisam de Bitcoin: Quem quer poupar. As pessoas que pretendem ter um pé de meia, de qualquer tamanho que seja. Não precisa de ser para comprar um ponta-de-lança canhoto. Basta querer ter algum de lado, para suportar uma conta médica inesperada, ou poder fazer uma viagem depois de se reformar, ou ajudar os filhos a fugirem do governo endividado. Esses também precisam de Bitcoin.

Quanto é que precisam? Ora, não existe um número mágico. É proporcional. É óbvio que um empresário angolano precisa de mais moedas do que um simples aforrador em Portugal. É tudo relativo, mas por isso mesmo pode-se fazer uma conta proporcional.

Quem estiver num dos três grupos acima, mais ainda, quem estiver em dois desses grupos, tipo um oligarca poupado, ou um aforrador que sustenta um governo caro, precisa de uma quantidade de Bitcoin que esteja mais ou menos entre estas duas percentagens: O máximo que pode perder e o mínimo que não pode perder.

O máximo que pode perder é fácil de entender. O Bitcoin ainda pode falhar, ainda pode ser derrubado, pode ir para zero. Nesse caso, quem apostou no Bitcoin ficaria com nada. Portanto, não é razoável colocar em Bitcoin muito mais do que se possa arriscar a perder.

o maior problema é se o Bitcoin não vai para zero. Se o Bitcoin continuar a subir. Se chegar aos 100 mil dólares e depois ao milhão e lá mais para a frente aos 10 milhões cada moeda. É aí que a coisa fica mesmo complicada. Se o Bitcoin chegar perto dos tais 10 milhões de dólares (ou euros tanto faz) não é apenas porque o Bitcoin subiu muito. É também porque o resto foi por aí abaixo.

Se o Bitcoin continuar a subir significa que as moedas dos governos continuam a cair e como os governos gostam de gastar, vão ficar ainda mais agressivos a retirar mais dinheiro a quem trabalha e tarda nada, a janela que só atacava os oligarcas, está no parapeito do mais comum dos mortais. 

Com uma inflação de 7,5%, o dinheiro vira metade em apenas 10 anos. O que implica o governo duplicar o quanto tira a quem trabalha para gastar como antes. O que iria reduzir a capacidade da economia produzir para outra metade. Portanto, mais 7 anos como estes últimos 3 que já passaram e o nível de vida de quem trabalha irá cair para metade, de metade, de metade, um oitavo, 12,5% do que era em 2019. Essa é que é uma janela muito desagradável.

Se este cenário parece exagerado, pense assim: Quanto era o salário de um recém-licenciado há 20 anos? Maior do que é hoje. E nessa altura a gasolina custava metade e os impostos eram também metade. A inflação dessas duas décadas passadas foi bem menor do que está a ser agora. Agora, a coisa não só vai piorar, como já piorou. A janela está a acelerar. 

Em resumo, toda a gente que se encontra num dos grupos acima, oligarcas, sob governos gastadores e/ou que querem poupar. Precisa de ter Bitcoin nas suas poupanças e Bitcoin numa percentagem algures entre o quanto pode perder no caso do Bitcoin ir para zero e o quanto não pode perder se o Bitcoin for para 10 milhões.

Hoje o Bitcoin está a 30 mil dólares, equivalente a 0,3% dos 10 milhões. Está barato, significa que em média o mercado estima que a percentagem que se pode perder é de 0,3%. Mas isso é a média do mercado, quem tem medo da janela (ou quem paga impostos ou quer poupar, vai dar ao mesmo) deve ter um pouco mais e considerar também a tal percentagem que não pode correr o risco de perder, 1 a 3%, vá.

Destaques Autor
img:Henrique Agostinho

Henrique Agostinho