img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
€ 61.392,15 1.6%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
€ 2.938,31 1.54%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
€ 0.109383506106 6.49%
img:XRP
XRP - XRP
€ 0.494712549 4.57%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
€ 2,26 3.97%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
€ 0.949686157635 2.44%
img:Cardano
Cardano - ADA
€ 0.46459704 4.49%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
€ 1,13 -6.5%
img:Solana
Solana - SOL
€ 140,14 1.49%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
€ 0.435602997 5.09%
img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
€ 61.392,15 1.6%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
€ 2.938,31 1.54%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
€ 0.109383506106 6.49%
img:XRP
XRP - XRP
€ 0.494712549 4.57%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
€ 2,26 3.97%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
€ 0.949686157635 2.44%
img:Cardano
Cardano - ADA
€ 0.46459704 4.49%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
€ 1,13 -6.5%
img:Solana
Solana - SOL
€ 140,14 1.49%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
€ 0.435602997 5.09%
Henrique Agostinho
Henrique Agostinho
a- A+

Antes de mais convém esclarecer que os salários não são baixos, em absoluto, um salário pago é sempre o mais alto possível. Qualquer pessoa capaz de ganhar um salário sabe comparar dois valores e daí escolher o maior. Como tal, se aceitou que lhe paguem um qualquer salário, é porque esse valor é o mais alto que existe. Conclusão número 1, os salários pagos são, em absoluto, os maiores.

O que podem é ser menores do que outros salários, noutros lugares ou de outras pessoas. Mas aí, o que fez alguns salários serem comparativamente mais baixos é apenas a falta de capital, e se há falta de capital, é porque falta capitalismo. Algo que, para se entender, é preciso entender primeiro o que é o capital. Um assunto de que Marx não entendia rigorosamente nada.

Começando pelo simples, um exemplo: Um agricultor com um trator tem mais capital do que um agricultor com uma pá. Pá e trator, para o agricultor, são ativos, são Capital, e o valor do trator maior, é mais capital. Os dois equipamentos ajudam o trabalhador a aumentar a sua produção e portanto aumentam o rendimento do seu trabalho. Só que o trator tem maior impacto do que a pá, traz maior rendimento ao agricultor que sabe conduzir, aumenta a produção mais do que a pá. Conclusão número 2, para haver maior salários é preciso ter mais capital acumulado e daí extrair mais rendimento do trabalho, ter mais produtividade.

Acumular capital é economês para economizar, poupar. Afinal de contas, os tratores não nascem nas árvores, dessa agricultura qualquer um sabe. Para criar o capital é preciso ter antes trabalhado, construindo os tratores. Trabalho esse, nos tratores, que não rende no imediato, mas renderá no futuro. Portanto, conclusão número 3, depois da 2 mas menos importante, o Capital é apenas e nada mais do que, trabalho poupado.

E bem aplicado. O agricultor que poupa para ter um Lamborghini, poderia comprar um Gallardo ou um March VRT, o custo dos dois é o mesmo, só que o March VRT (que é um trator) irá aumentar a sua produtividade agrícola, será capital. Já o Gallardo (que é um brinquedo caro), será apenas consumo, destruição de poupança, que não ajuda a cavar batatas.

O Capital é trabalho poupado para depois ser aplicado, junto com mais trabalho, na multiplicação da produtividade. A operação é importante. Se fosse apenas somar, trabalho poupado + trabalho presente, dava em nada, não faria sentido andar a poupar para reaplicar. Mas o efeito do capital é multiplicador. O trabalho poupado aplicado em capital vezes o trabalho presente resulta na produtividade. Conclusão 4.

Produção = Capital * Trabalho.

E não se fica por aqui, o capital tem ainda a vantagem de poder ser reutilizado. Um trator não se gasta na primeira vez que é utilizado, pode repetir a sua magia multiplicadora da produção por muito bons anos, aumentando a produção, que permite maior poupança, por sua vez transformada em capital num ciclo exponencial (no sentido literal). O poder multiplicador ano após ano é tão gigante, que só gente muito mal intencionada pode ser contra a acumulação de capital.

Vamos lá, quanto mais capital, mais rendimento e portanto maior valor retirado do trabalho. Assim sendo para aumentar salários é preciso acumular capital. Porque o trabalho sem capital não vale nada. Para que o trabalhador tenha bons salários é preciso aplicar ao seu trabalho muito capital. É para isso que é preciso capital, e o capitalismo, que como o próprio nome indica é o sistema que maximiza a utilidade do capital. Conclusão número 5: para haver salários (ainda) mais altos, basta haver mais capitalismo.

Voltando ao agricultor, é fácil de entender que: trator * agricultor = mais batatas do que, pá*agricultor. Isto é simples, o trator é mais valioso do que a pá e, portanto, representa mais capital, certo? Não, errado.

O trator é apenas valor, não é capital, só se torna capital, com a tal capacidade de multiplicar o rendimento do trabalho para o agricultor. O mesmo trator, nas mãos de uma bailarina, ou professor de economia, não produz o mesmo efeito. Trator*Bailarina= nada de batatas, não funciona. Ora, decorre daqui que há algo, no meio do trator e do agricultor, que faz o produto se multiplicar e que esse algo falta à bailarina.

Chegados aqui, conclui-se que à bailarina com o trator falta conhecimento (know-how). A bailarina, tal como a maioria de nós, criaturas da cidade, pode ter nas mãos o melhor trator da história (juntamente com todos os outros factores de produção: sementes, água, terra) que a sua capacidade de produzir batatas continua nula. Não sabe o que fazer. Nas mãos da bailarina o trator é apenas valor, um Ativo (asset), um bem que pode vender, não é capital. Para ser capital, um bem de valor tem de ser combinado com a dose correta de conhecimento, de saber fazer. Eis a conclusão número 6.

Ativo*Conhecimento=Capital

E quando se fala de conhecimento, tem de ser verdadeiro, útil e relevante. Patentes, cursos de coaching por correspondência, ou mestrados em economia, nada disso é conhecimento, são apenas cultura geral. Para ser conhecimento produtivo, tem de poder ser combinado com tempo ou um bem de valor (o trator ou equivalente) para o transformar em capital, que por sua vez multiplicará a produtividade do trabalho.

Coisa curiosa, é que o conhecimento não é transmissível, é replicável, a conclusão número 7. Não dás Capital. Se o agricultor nos ensinar a usar o trator, nós aprendemos (se quisermos) mas isso não é uma transferência, pois o agricultor não deixa de saber o que sabe por ter ensinado e também porque nós, para aprender, temos de acumular trabalho, poupar (no caso chama-se estudar).

O conhecimento é intransmissível, não pode ser redistribuído, nem colectivizado, o know-how só pode ser replicado, colocando quem não o tem a aprender com quem o pode ensinar. Conclusão 8, para fazer notar que nenhum economista catedrático alguma vez enriqueceu na sua profissão, por isso é evidente que não têm conhecimentos de economia, nem a podem ensinar, quanto mais decidir o que fazer ao dinheiro dos outros.

Enfim, o obvio, conclusão número 9: Não é ajuizado confiar o seu dinheiro aos economistas políticos e académicos que comprovadamente sabem menos de Capital do que de batatas. Sumarizando o passo a passo: Para ter melhores salários, é essencial haver capital acumulado; O Capital acumula-se poupando valor e combinando-o com conhecimento produtivo;

10 e conclusão final. Compreender e acumular Bitcoin não é indiferente a obter melhores salários. Porque para acumular Bitcoin é preciso poupar, porque o Bitcoin é algo novo que é preciso aprender e porque o Bitcoin é um valor (ativo) que poderá um dia mais tarde ser aplicado a multiplicar a produtividade.

Destaques Autor
img:Henrique Agostinho

Henrique Agostinho