img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
€ 62.983,33 -2.03%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
€ 3.546,04 2%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
€ 0.1084108536 -3.83%
img:XRP
XRP - XRP
€ 2,27 -3.12%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
€ 0.931360398438 0.28%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
€ 0.431400098901 -3.93%
img:Cardano
Cardano - ADA
€ 0.488056989507 -0.28%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
€ 1,17 -1.11%
img:Solana
Solana - SOL
€ 164,77 -0.4%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
€ 0.416528427 -3.02%
img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
€ 62.983,33 -2.03%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
€ 3.546,04 2%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
€ 0.1084108536 -3.83%
img:XRP
XRP - XRP
€ 2,27 -3.12%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
€ 0.931360398438 0.28%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
€ 0.431400098901 -3.93%
img:Cardano
Cardano - ADA
€ 0.488056989507 -0.28%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
€ 1,17 -1.11%
img:Solana
Solana - SOL
€ 164,77 -0.4%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
€ 0.416528427 -3.02%
Mercado Bitcoin
Mercado Bitcoin
a- A+

No último 19 de Outubro de 2021, com pompa e circunstância, assistimos ao lançamento de um ETF cujo activo subjacente é nada mais nada menos que a criptomoeda Bitcoin – a criptomoeda com a maior capitalização bolsista e a mais conhecida do grande público.

Este ETF foi baptizado com o nome “ProShares Bitcoin Futures ETF” e, de acordo com a sua política de investimento, apenas actua no mercado de futuros dos EUA, visando replicar os movimentos do preço da Bitcoin, proporcionando o mesmo rendimento que a posse física do activo.

Tal como esperado, no momento em que surgiram rumores da sua iminente aprovação, uma verdadeira euforia teve lugar nos mercados de criptomoedas, com a Bitcoin a registar novos máximos históricos. Na Figura 1, podemos verificar que Outubro de 2021 foi um grande mês para esta criptomoeda, que superou o anterior máximo de 53,2 mil € por Bitcoin.

Figura 1

Segundo os principais portais de notícias financeiras, este lançamento foi uma grande notícia para a Bitcoin e as criptomoedas em particular; tal aprovação é a confirmação final que os reguladores, neste caso a SEC (a CMVM dos EUA), estão finalmente a “abraçar” as criptomoedas. Mas será mesmo assim? Será que o lançamento deste ETF representa algo de positivo para a Bitcoin?

Para proporcionar o mesmo retorno que os movimentos do preço da Bitcoin, sempre que aparecem novos investidores, este ETF emite novas acções por troca de dinheiro dos investidores, e abre posições longas no Futuro da Bitcoin (bolsa norte-americana Comex). Como funciona este Futuro?

[adrotate banner=”1″]

Em primeiro lugar, importa explicar como funciona um contrato Futuro:

  • Imaginemos um agricultor que em Janeiro sabe que irá ter uma colheita de 1000 Kg de batatas em Julho; nesse momento, o preço da batata é de 1€ por Kg;
  • Qual é o risco do agricultor? No momento da colheita, o preço da batata pode descer, por exemplo para 0,60€ por Kg; em lugar de receber 1000 Euros, o agricultor arrisca-se a receber apenas 600 Euros. O agricultor deseja ter a certeza que irá receber 1000 Euros, ou seja, garantir um determinado valor de receita em Julho;
  • Para ter um horizonte temporável estável, o Agricultor utiliza o mercado de Futuros. Assim, existe um contrato Futuro que corresponde à negociação de 1000 Kg de batatas; ou seja, por cada contrato Futuro está-se a negociar 1000 Kg de batatas;
  • Quem é a contraparte do Agricultor? Um especulador; este entende que o preço por Kg da batata será superior a 1€ em Julho;
  • Assim, as partes, o agricultor, o vendedor, e o especulador, o comprador, aceitam realizar um negócio de 1000 batatas a 1€ por Kg em Julho. Em resumo, um contrato Futuro é um acordo para uma transacção futura a um preço pré-acordado;
  • Quais são os possíveis resultados, tendo em conta dois preços possíveis?
Preço da batata em JulhoAgricultorEspeculador
0,60€ por KgAgricultor ganha 400€, pois vende ao especulador 1000 Kg de batatas a 1€ por Kg, tal como determinado pelo contrato Futuro; ou seja, recebe 1000 € e entrega 1000 Kg de batatas ao Especulador.Especulador perde 400€, pois podia comprar no mercado 1000 Kg de batatas a 0,60€ por Kg, neste caso 600€, em lugar de cumprir o contrato Futuro com o Agricultor, pagando 1000€ por 1000 Kg de batatas.
1,5€ por KgAgricultor perde 500€, pois vende ao especulador 1000 Kg a 1€, tal como determinado pelo contrato Futuro, em lugar de vender os 1000 Kg de batatas a 1,5€ no mercado, podendo ter recebido 1.500€.Especulador ganha 500€, pois compra 1000 Kg de batatas a 1€, cumprindo o contrato Futuro, em lugar de adquirir 1000 Kg de batatas a 1,5€ no mercado, poupando 500€, pois seria obrigado a pagar 1500€.

No exemplo acima, o contrato Futuro obriga a uma liquidação física; o que significa? Como vimos, na expiração do contrato em Julho, o Agricultor foi obrigado a entregar os 1000 Kg de batatas, independentemente do cenário; ou seja, o activo tem que existir no momento de expiração do Futuro.

O contrato Futuro podia ser de liquidação monetária; e como funciona? Em lugar do Agricultor entregar os 1000 Kg ao especulador, apenas existe o acerto de ganhos e perdas entre as partes:

  • Cenário com o preço de 0,6€ por Kg: o Especulador paga 400€ ao Agricultor, realizando a liquidação monetária do contrato Futuro; seguidamente, vai ao mercado e vende a sua colheita por 600 Euros, totalizando os 1000 € que esperava inicialmente obter;
  • Cenário com o preço de 1,5€ por Kg: o Agricultor paga 500€ ao Especulador, realizando a liquidação monetária do contrato Futuro; seguidamente, vai ao mercado e vende a sua colheita por 1500 €; como teve de pagar 500€ ao especulador, recebe 1000€ líquidos, tal como esperava inicialmente receber pela sua colheita.

Em resumo: o contrato Futuro com liquidação monetária obriga apenas ao acerto de ganhos ou perdas entre as partes, em lugar da entrega física do activo negociado. Trata-se de um simples mercado de apostas sobre o preço, sem qualquer impacto no mercado físico do activo subjacente.

Voltando ao ETF “ProShares Bitcoin Futures ETF”, podemos afirmar que este limita-se a abrir posições compradoras, tal como o Especulador do nosso exemplo, em contratos Futuros de Bitcoin. Na expiração do contrato, se o Bitcoin subir de preço, o ETF recebe uma quantia em Dólares norte-americanos (USD), se descer de preço, o ETF paga uma quantia em USD. Em conclusão, não há nenhuma compra ou venda de Bitcoins em resultado do aparecimento deste ETF.

Esta “técnica” de Wall Street foi semelhante à utilizada com o ETF sobre o Ouro, o famoso “SPDR Gold Shares ETF”; na prática, criou-se a ilusão que este ETF seria uma forma de canalizar a procura dos pequenos investidores para o Ouro. Para quê comprar o verdadeiro metal precioso, quando, através de um simples clique, se pode facilmente obter a mesma exposição ao preço do Ouro – sem falar de todo o trabalho do adquirir e os custos associados ao seu armazenamento.

Os bancos centrais têm um verdadeiro terror à subida da cotação do Ouro, atendendo que a sua subida é o verdadeiro sinal da inflação existente no sistema. Ora, nada como colocar Wall Street a criar oferta de Ouro sem o mesmo existir; como funciona? Uma sala de mercados de um grande banco de Wall Street, com uma linha de crédito a 0% junto do banco central norte-americano, a FED – Reserva Federal norte-americana -, coloca os seus “traders” a especular em Ouro através de contratos Futuros.

Estes “traders” sabem que a maioria dos fundos, e em particular o ETF “SPDR Gold Shares ETF”, não solicitam a entrega física do Ouro no momento da expiração do contrato. Assim, podem vender Ouro, tal como o Agricultor, mas sem o possuir, atendendo que sabem que ninguém lhes vai solicitar a entrega física. Desta forma, abrem posições vendedoras no mercado, gerando a queda do preço, pois sabem que não existe qualquer risco de no momento de expiração do contrato Futuro serem obrigados a aparecer com o metal precioso para entrega.

O ETF “SPDR Gold Shares ETF” captou investimentos de clientes particulares, que tinham como propósito comprar Ouro, atraídos pela simplicidade e facilidade, mas não geraram qualquer procura efectiva pelo metal precioso, pois na prática não existem quaisquer compras de Ouro físico. Trata-se de um mercado que apenas proporciona sinais ao mercado físico, praticamente sem expressão na procura efectiva pelo metal precioso.

O aparecimento do ETF “ProShares Bitcoin Futures ETF” não me parece uma boa notícia para a Bitcoin, ao contrário do que se poderia inicialmente pensar: não irá adicionar qualquer procura por Bitcoin, pelo contrário, os investidores podem ser atraídos por este ETF, retirando pressão compradora sobre a Bitcoin.

Agora podemos compreender a razão pela qual o presidente da SEC, o Sr. Gary Gensler, acelerou o lançamento do “ProShares Bitcoin Futures ETF”, após 5 anos de tergiversações, dizendo sempre não aos verdadeiros ETFs de Bitcoin, aqueles que implicavam a compra efectiva de Bitcoin. Como já vimos, estes não interessam, atendendo que aumentam a procura por Bitcoin, em lugar de uma simples especulação em Futuros com liquidação monetária.

Em conclusão, estimado leitor, se deseja uma reserva de valor, a Bitcoin é seguramente o melhor activo do mundo para tal, mas siga o seguinte conselho: compre-a, possua-a, mas não invista nestes produtos que a indústria financeira inventa, pois servem apenas para controlar a procura e os preços de activo que verdadeiramente os ameaça.

Destaques Autor
img:Mercado Bitcoin

Mercado Bitcoin