img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
€ 0.4251125 0.23%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
€ 1,18 0.08%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
€ 156,02 1.03%
img:XRP
XRP - XRP
€ 63.246,08 0.26%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
€ 3.600,14 0.39%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
€ 0.1365885575 11.6%
img:Cardano
Cardano - ADA
€ 0.491561817125 1.07%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
€ 2,34 -0.4%
img:Solana
Solana - SOL
€ 0.923 -0.02%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
€ 0.419402325 0.27%
img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
€ 0.4251125 0.23%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
€ 1,18 0.08%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
€ 156,02 1.03%
img:XRP
XRP - XRP
€ 63.246,08 0.26%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
€ 3.600,14 0.39%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
€ 0.1365885575 11.6%
img:Cardano
Cardano - ADA
€ 0.491561817125 1.07%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
€ 2,34 -0.4%
img:Solana
Solana - SOL
€ 0.923 -0.02%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
€ 0.419402325 0.27%
Henrique Agostinho
Henrique Agostinho
a- A+

Tirando o Bitcoin, não existem mais cripto-moedas, ou seja, unidades monetárias baseadas em criptografia. Pois, o que se convencionou chamar de criptomoedas, os milhares de novos ativos que por aí andam a fazer as delícias dos investidores, estão mais para ações de empresas do que unidades de conta.

O que é uma coisa boa, pois o mundo não precisa de muito mais do que uma moeda, mas precisa sim do máximo possível de empresas concorrentes. E mais, mesmo contando com os casos em que vai tudo para o buraco, com um crash, as empresas, não só tendem a ser um melhor investimento do que o dinheiro, como ainda fazem o dinheiro valer mais. Como no caso do Nasdaq em 1999.

A bolha das dot.com dos anos 90 e até o crash em 2000, tem muitas semelhanças com a actual boom das criptomoedas e mesmo um crash, se não puder ser evitado, não seria totalmente desperdiçado. A ver as semelhanças.

Nova tecnologia – O boom dos dot-com ocorreu quando a tecnologia da internet se transformou em ideias de negócio. Custa a acreditar, mas até meados dos anos 90, o mesmo tipo de gentinha que guincha com o gasto de energia do Bitcoin, dizia então que a internet era só uma moda e não servia para nada. Apesar do que esses académicos rosnavam, pessoas mais trabalhadoras perceberam que a Internet trazia oportunidades de negócio extraordinárias e desataram a criar empresas dot.com para fazer de tudo um pouco online. Ora, o Bitcoin é a internet do dinheiro, uma nova tecnologia da qual muito boa gente entendeu o potencial e trabalha para a transformar em negócio. 

Nova economia – Uma nova tecnologia com potencial transformacional nos negócios, implica uma nova forma de produzir e trabalhar, novas ideias e novas oportunidades de negócio, novas profissões e novas necessidades. Foi assim com a Nova Economia dot.com, em que para incredulidade da maioria se prometia que a internet iria absorver o supermercado, o cinema, os transportes, os escritórios, as relações sociais. Tal e qual como veio a acontecer, com o Ebay, Netflix, Uber, Facebook. Também vai acontecer com os bancos, as seguradoras, bolsas, fundos de pensões, pagamentos e gestores financeiros. A internet do dinheiro vai e está a revolucionar toda a economia.

Novas empresas – As maiores empresas da atualidade: Apple, Microsoft, Google, Facebook, têm em comum valerem mais de 1 trilhão de dólares cada uma, umas 10 vezes mais do que as maiores empresas de há 20 anos atrás e também têm que todas elas funcionam com base na internet. Da mesma forma, a Coinbase, maior corretora de criptomoedas dos EUA, está valorizada abaixo do que os maiores bancos americanos, mas por baixo, pois a Coinbase não deve dinheiro aos clientes e os bancos estão todos falidos. Pela lógica, daqui para 20 anos, as maiores empresas do setor das criptomoedas poderão valer 10x mais do quanto vale hoje a Apple.

Nova euforia – A confiança sobre o efeito transformacional é tal, que os excessos são inevitáveis. Tal como no Nasdaq em 1996, muitas das empresas de Blockchain, criptomoedas, não passam de optimismo exuberante. Tal como os IPO de há duas décadas, muitos ICOs, serão apenas esquemas mal montados para armadilhar investidores. Muitas criptomoedas promissoras, farão como o Yahoo, perder-se pelo caminho e desvanecer. Muitas criptomoedas excitantes, como o pets.com, irão ser apenas lembradas como exemplos do que não fazer. Mas tudo isso é humanamente normal e até desejável, pois para encontrar o caminho para o sucesso, há que descobrir muitos atalhos falhados.

Novo crash – O crash de 2000 no Nasdaq seguiu-se a um período de euforia prolongada, onde aparentemente bastava uma empresa chamar-se de dot.com para ser imediatamente bem sucedida. O crash da bolsa, depois da dor inicial, permitiu concentrar o capital nos projectos de longo prazo e com verdadeiro desenvolvimento tecnológico. Facebook ou Google nasceram depois do crash e beneficiaram da aprendizagem com os erros feitos por outros. No caso das criptomoedas, já houve uns 10 crashes equivalentes ao do Nasdaq em 2000 (quedas de 50%) e o potencial explosivo continua por lá. No ano 2000, o Nasdaq caiu de 5.000 para 2.500 pontos, tendo posteriormente crescido até aos actuais 15.000 (6x) uma recuperação que as criptomoedas não terão dificuldade em superar. 

Novos vencedores – Talvez inesperado é que, apesar de tanta transformação, muitas das empresas líderes do boom das dot.com mantiveram-se fortes para além do crash, continuando a prosperar e por vezes atingindo valorizações que fazem parecer a cotação de 1999 um arredondamento. Intel, Qualcomm, Oracle, consolidaram-se, de inovadores passaram para regulares distribuidores de lucros e asseguraram retorno aos seus investidores. Talvez no caso das criptomoedas as empresas mais bem sucedidas agora continuem a prosperar no futuro, talvez venham a ser ultrapassadas por novos concorrentes mais avisados, mas uma coisa parece certa. Tal como a internet mudou o mundo nestes 20 anos, as criptomoedas vão liderar nos próximos 20.

Novo Futuro – Estudando o passado pode-se entender o futuro, e neste caso não parece haver margem para engano, todas as pessoas que daqui a 20 anos desejem estar ativos, prósperos, bem sucedidos, têm nas criptomoedas o caminho mais promissor para esse futuro. Seja como investidor, empresário, profissional, estudante, aforrador, não é tarde para começar. Pode ainda ser uma viagem atribulada, mas o futuro passa pelas criptomoedas.

Top empresas Nasdaq 1999 – 2019

Destaques Autor
img:Henrique Agostinho

Henrique Agostinho